É estranho ter que escrever a respeito disso em pleno século XXI, em que tantas coisas do tipo são frisadas e pautadas, sem contar que o capitalismo e marketing tem se apropriado de muitas pautas em suas propagandas para garantir lucro, pois nós sabemos que esta repentina adaptação da publicidade não é mera empatia.

Voltando ao assunto desta cerveja que diz ter “cerveja para mulher”, a primeira impressão que me ocorreu quando vi foi: “ué, mas desde quando eu tomo cerveja com a vagina?”, achei um tanto infeliz essa diferenciação de cerveja, por ter sabor mais forte ou mais fraco, isso não é a sobre o sexo/gênero da pessoa e sim sobre o GOSTO PESSOAL, o que a marca aparentemente não quis e não procurou enxergar, porque essa mera diferenciação da cerveja nos coloca, como sempre, em um posto de inferioridade, como se para nós os produtos devessem ser mais “suaves”

Eu não sei de onde tiraram esta ideia de que para nós mulheres as coisas precisam ser mais “suaves”, já que nós SOMOS O SEXO FORTE porque para aguentar desde nosso nascimento essa sociedade emergida no machismo e misóginia o mínimo que somos é inevitavelmente fortes!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here