“Ah mas nem toda prostituta se prostitui por necessidade ou como forma de sobrevivência, “algumas” são por puro prazer.”

“Ah mas nem toda mulher que apanha do marido ou namorado (BDSM), acha isso ruim, tem “umas” gostam de apanhar.”

E segue a linha:

“Ah, homens matam e estupram mulheres no mundo todo, mas NEM TODO HOMEM…”

“Ah pessoas brancas são as que cometem racismo para com os negros. Elas segregam, excluem, discriminam, mas nem todo branco…”

JURA?
VOCÊS CHEGARAM NESSA REFLEXÃO TÃO COMPLEXA SOZINHOS?!

Nossa eu só consigo me maravilhar de como vocês são bons em análises sociais.

Se prostituição fosse “EMPODERADOR” as mulheres iriam sonhar em ser prostitutas ao invés de Costureiras, Cozinheiras, Advogadas, Professoras, Cabeleireiras.
Prostituição não é SEXO COM CONSENTIMENTO!

Prostitutas apanham, são obrigadas a se relacionarem sexualmente sem preservativos, são obrigadas a fazer coisas que lhes deixam desconfortáveis, com dor, tristes, com ódio, com nojo, deprimidas, doentes…

Eu odeio limpar banheiros, mas limpo.
O banheiro da minha casa é freqüentado por duas pessoas apenas.
Mas se eu tivesse que limpar um banheiro público, com fezes na parede, sujeira em todo canto, eu até o faria sim, se julgasse ser uma opção de sobrevivência. Se eu pudesse de fato ESCOLHER, não o faria, nem se me pagassem em ouro.
Ninguém GOSTA de limpar a sujeira dos outros.

Mulheres não “gostam” de transar com estranhos e estarem sujeitas a todo tipo de violência por dinheiro, elas o fazem porque precisam, porque muitas não têm outra alternativa.
Essas mulheres tem um perfil: em sua maioria negras e periféricas.
Essas mulheres não estudaram, não se formaram, muitas tem filhos, filhos sem pais. Mulheres sem educação, sem oportunidades, que sofrem com o racismo as privando de toda e qualquer ascensão financeira, e dificultando ainda mais suas vidas.
Essas mulheres têm um perfil, mas não têm uma escolha. A sociedade patriarcal, racista e capitalista as empurram e as jogam nesse abismo sem fim, do qual elas não conseguem sair.
Cabe a nós, mulheres com algum privilégio por não pertencer a esse quadro, ajudá-las, apoiá-las, e lutar por elas.
Para que um dia essa “profissão” maldita não seja mais a ÚNICA saída para a sobrevivência de milhares de mulheres em todo mundo.
Que toda mulher possa de fato um dia, ESCOLHER onde e com o que deseja trabalhar.

#PeloFimDaProstituicaoFeminina #ProstituicaoNaoEEmpoderador #ProstituicaoNaoEEscolha #NaoAPLdosCafetoes

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here