Andei pensando… Feministas lutaram por décadas enfrentando governos e quem quer que fosse por direito ao voto. Foram presas, agredidas e torturadas nas prisões. Fizeram basicamente uma revolução. Lutaram também pelo fim das leis de família que davam ao marido controle sobre suas esposas (se elas não tinham controle sobre seus corpos imagina a dos filhos) casamentos arranjados e o fim do direito do marido estuprar sua esposa e etc.
A mulher sempre foi oprimida e ainda é em diversas sociedades. O machismo que está ligado pelo patriarcado é enraizado e é histórico e cultural. A mulher sempre foi propriedade ou objeto do pai, marido, família e/ou sociedade.
A mulher, ao longo da história sempre foi submissa e reprimida tanto na esfera jurídica, econômica, social, etc. O que faz-se entender o porquê de tantas mulheres estarem em situação de opressão e as pessoas acharem algo natural, chegando até passar despercebido.
Até 2005, no Brasil, se a vítima se casasse com o seu estuprador o crime deixava de existir. A legislação estava em vigor desde 1940 nos chamados “Crimes de Costume”. Entretanto, Reparem que não se trata da honra, violação do corpo ou liberdade, mas sim de COSTUMES. Fora que as leis tinham muito “mulher honesta e mulher não honesta”,”mulher virgem”, etc. Sem contar que, em muito dos casos o casamento era imposto pela própria família. Assim, havendo o casamento entre agressor e vítima, não se poderia falar em crime, ou seja, ESTUPRO LIIIBEERAADOO!!!.

Nos dias atuais, fazendo uma RÁPIDA pesquisa:

*1 em cada 3 mulheres sofreram violência no último ano.
*Em 2015, o Brasil registrou 45.460 casos de estupro.
*6% dos acusados de estupro vão a julgamento
*35% dos casos de estupros são notificados.
*Em 176 países, 46 não tem lei sobre a violência contra a mulher.
*Na Índia, uma menina teve uma barra de ferro introduzida e falaram ” o que ela fazia na rua às 21:00?” A culpa foi dela!
*Na Síria, mulheres se suicidam com medo de serem estupradas
*Homens ganham 62,5% mais que as mulheres. Em todos os cargos é a mulher quem ganha menos.
*Segundo o Ipea, 65% dos entrevistados concordaram que a mulher que usa roupa que mostra o corpo merece ser atacada -42,7% concordaram totalmente, e 22,4%, parcialmente….
*Brasil é o 5º país com maior taxa de homicídios de mulheres
*No Brasil há 5 espancamentos contra a mulher, a cada 2 minutos

As mulheres possuem a Lei Maria da Penha (que não serve apenas para a mulher, mas a proposta foi!), Feminicídio, botão do pânico, delegacia da mulher… Então eu pergunto: por que acham que temos esses direitos? (Algo meramente reflexivo).
Mas são as feministas, mulheres que lutam por uma igualdade e o fim dessas e outras barbaridades que são loucas, que são “vitimistas”, é tudo mimimi??? Não sabem tudo o que uma mulher já passou, protestou para conseguir um diploma, um mínimo de dignidade… sem essas lutas essas “maluquices” (segundo alguns), estaríamos vivendo o inferno de anos atrás, com certeza!. Hoje, não mudou muito, ainda existem muitas mulheres vivendo aqueles tempos, culturas que ainda perpetuam coisas muito piores, lares onde as mulheres ainda são vistas e colocadas como inferiores. Homens que matam suas companheiras por não aceitarem o fim do relacionamento. Vários são os casos… Porém, hoje as mulheres têm VOZ, falam o que tem para falar, se juntam para um propósito e manifestam e DESAFIAM MESMO QUEM FOR para um futuro sem preconceito, sem cultura do estupro e machismo, para assim abolir esse patriarcado ainda instalado na sociedade e assim garantir, mostrar às mulheres seus direitos em relação a tudo, pois sabemos que há diversas mulheres que ainda não sabem disso.
É engraçado os homens chamarem a luta feminista de “vitimismo”, “mimimi”, as feministas de doidas e aflitas, porque eu duvido que eles sofram algum tipo de opressão e violência na mesma intensidade e rapidez que as mulheres. Eles sempre foram livres,essa é a realidade! (Vai ter gente com histórias e histórias, mas vamos pensar com os pés no chão…)

Fico pensando… Será que eles sentem medo de serem estuprados todos os dias? Será que eles realmente se preocupam com isso? Tomam o cuidado de ir de calça em um metrô ou lugar apertado com medo serem “encochados”? Sabem o que é ser constantemente assediados e constrangidos nas ruas? Estando sozinhos ou em público? Tomam o cuidado de não sair sozinho a noite pra não terem seus corpos violados? Sabem o que é isso? “Homem dando pitaco em uma opressão na qual eles não vivem É FODA!”
Por isso sim, vamos sair nas ruas. E não, não é vergonha alguma. Vergonha e ridículo é que em pleno século 21 coisas como essas ainda aconteçam com mulheres por serem mulheres.
Feminismo é libertação, é empoderamento! É uma questão social, política e econômica. É a busca pelos nossos direitos e pela nossa liberdade, é igualdade que ainda é tão restrita.
É o poder de escolha sobre o que nós mulheres queremos fazer sem ter que dar satisfação a ninguém. É ter domínio sobre nossos corpos, É revolução, é desafiar as instituições e quem for, para mostrar que não somos apenas objetos. É termos vontades, é termos VOZ pra concordar ou não com algo. É ser quem quisermos ser. É LUTA! É resistência!

Por fim, eu pergunto novamente: feminismo é necessidade ou “mimimi”?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here