Não é de hoje que encontramos situações de filhos se sentindo felizes em deixar suas mães irritadas, de fazer questão de dizer o que pensam e sentem independente do sentimento das mulheres a sua volta.

É como que para se para se sentir  bem e reconhecido socialmente, precisasse de se comparar ou de se sentir superior a alguém, na maioria das vezes uma mulher.

Mães, Namoradas, Amigas, Esposas, Filhas… Quem de nós, em algum desses papeis sociais já não se irritou ou entristeceu por conta de uma postura masculina, que logo vem seguida de “Era só uma brincadeira… Só estava brincando… Você é muito séria… Credo, tá louca, não pode nem brincar… Está de chico?”

Pois saibam que esta NÃO é a melhor forma de brincar, nem de tratar uma mulher, muito menos de manifestar seu amor por ela. Não irrite. Não incomode. Não perturbe. Não se torne pessoa não grata em nossas vidas. Nosso amor é muito imenso para ser retornado com piadas de mau gosto.

Por que somos obrigadas a aturar o seu mau humor? Por que precisamos esconder nossas conquistas por conta do seu fracasso? Por que lhe incomoda tanto nosso sucesso? Por que utiliza de nossos grandes feitos para tentar nos ridicularizar e humilhar? Porque se sentem felizes com isso?

Por que, se o que mais queremos é a convivência harmônica e horizontal. E o que chamam de brincadeira nada mais é que o machismo velado incrustado na cultura patriarcal, que passa ileso ao longo de muitas gerações. Pense nisso, não queremos justificativas, queremos que parem, pensem e respeitem. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here