Agosto Laranja – Mês de Conscientização da Esclerose Múltipla

Fonte: Campanha Agosto laranja
Rodoanel – Trecho Sul – KM 74,5
Fotografia: ABCEM

Desde 2006, o dia 30 de agosto é comemorado como o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla (EM) sendo essa data de extrema importância para os portadores da doença e seus familiares, representando uma grande conquista na luta pela divulgação e reconhecimento da mesma no cenário nacional. Mais que isso, é a luta para que o preconceito contra os portadores seja vencido e, também, para que mais diagnósticos precoces aconteçam.

Para ampliar o conhecimento sobre essa doença, que atinge jovens adultos no mundo inteiro, a AME  (Amigos Múltiplos pela Esclerose), promove diversas ações do Agosto Laranja, para falar sobre diagnósticos, tratamentos e sobre como conviver com a EM. Para saber quais eventos vão acontecer na sua cidade ou mais próximo de você consulte” agostolaranja.org.br”.

“Esclerose Múltipla” vem do Latim “sclere” que significa cicatriz – mais conhecida como placas ou lesões – que se formam no cérebro e no sistema nervoso. Ela é a doença autoimune do sistema nervoso central que mais acomete jovens adultos no mundo inteiro, sendo mais comum em mulheres do que em homens. Não se tem conhecimento sobre a causa da EM e ainda não há cura para ela, mas existem diversos tratamentos eficazes para a doença. Os principais sintomas são:

  • Fadiga
  • Problemas de visão (diplopia, neurite óptica, embaçamento)
  • Problemas de bexiga e intestino
  • Disfunção sexual
  • Alterações emocionais e de cognição
  • Problemas motores (perda de força ou função, perda de equilíbrio)
  • Alterações sensoriais (formigamentos, sensação de queimação)

Cada paciente tem um conjunto de sintomas muito particulares, ou seja, nunca o quadro de uma pessoa com EM é igual a de outra pessoa com a mesma doença. Um agravante é que a EM é difícil de diagnosticar, os sintomas são leves no início (em grande parte dos casos). A pessoa que os sente pode confundir com estresse, noites mal dormidas, cansaço do corre corre do dia a dia e não prestar a devida atenção. Então, fique ligado nos sintomas falados acima, caso eles apareçam, consulte um neurologista!

A doença é controlada por medicamentos oferecidos pelo SUS, mas, além deles, há diversos tratamentos como fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psiquiátrico, psicológico, entre outros. Ou seja, se você é portador da doença, mantenha a calma e não se desespere! Há diversas formas de tentar diminuir os surtos e suas consequências. Além de tomar os medicamentos, tente viver uma vida leve com menos estresse, uma alimentação saudável e atividades físicas regulares.

 

Referências:

agostolaranja.org.br

amigosmultiplos.org.br

Dedico minha vida a estudar o máximo possível e compartilhar o que aprendo com quem estiver disposto a refletir comigo. A vida é muito bonita e, para quem está disposto a mudar o mundo, é mais linda ainda!

 

Deixe uma resposta