Mulheres Gordas numa sociedade lipofóbica, merecem a sororidade de todas, todos e todes.

Mulheres Gordas numa sociedade lipofóbica, merecem a sororidade de todas, todos e todes.

O que é ser gorda numa sociedade lipofóbica? Já se perguntou isso? Já parou para pensar, o que é viver num corpo social que prega a magreza como felicidade, para uma mulher que não se encaixa nesse corpo endeusado no mundo contemporâneo? Se não, deveria, essa ação é a tal palavrinha mágica que está na … Read More

Relacionamento tóxico: o que é e como sair dele

Relacionamento tóxico: o que é e como sair dele

Pessoas que sofreram grandes traumas na infância têm tendência a se atraírem por relacionamentos não saudáveis, em que sentimentos destrutivos são a base da relação. Relacionamentos destrutivos as trazem conforto, pois lembram a infância e a forma que aprenderam sobre como seria amar (ou seja, crescem não sabendo o real sentido de amar). Elas têm … Read More

O caminho entre a adultização infantil e a culpabilização feminina

Antes de tudo é preciso entender que a erotização infantil de modo geral é um problema gravíssimo e extremamente nociva tanto para as meninas quanto para os meninos, mas que é muito mais dura com as meninas e faz parte de uma dinâmica muito mais complexa que resulta em mulheres com a autoestima totalmente destruída, … Read More

Do assédio ao feminicídio – Como uma coisa pode levar a outra

Do assédio ao feminicídio – Como uma coisa pode levar a outra

Temos um problema social muito grave que, no decorrer dos séculos, com muita dificuldade e resistência vem sendo superado aos poucos. No entanto, estamos ainda muito longe de conseguir liquidar de vez esse comportamento presente na sociedade. Por mais que seja difícil lutar contra ele, assim devemos fazer. Esse problema social se chama machismo. Como … Read More

A importância de entender a diferença entre opinião e ciências humanas.

A importância de entender a diferença entre opinião e ciências humanas.

Em tempos tenebrosos como os de agora, faz-se a urgência em entender a diferença entre opinião e história, opinião e sociologia, opinião e filosofia, opinião e geografia, etc. Observem que a maior parte de nossa história em tempos tenebrosos como os de agora, faz-se a urgência em entender a diferença entre opinião e história, opinião … Read More

Esse relacionamento furado, é o meu?

Esse relacionamento furado, é o meu?

Como é difícil terminar um relacionamento, mesmo sabendo que já acabou. Talvez por comodismo, talvez por insegurança ou medo de ficar sozinha. Talvez porque da trabalho. Ou por acreditar que as coisas ainda possam se acertar. Recentemente, estávamos numa conversa entre amigas, aonde falávamos exatamente disto. Como terminar? Mesmo sabendo que de fato, já terminou. … Read More

A importância do feminismo para o planeta.

A importância do feminismo para o planeta.

O feminismo é amor. Já ouviu ou leu isso em algum lugar? Essa frase poderia ser considerada a melhor definição, bem sucinta, do que é e/ou significa esse movimento, essa luta. A maior preocupação do ativismo feminista, não importando sobre qual vertente, lugar ou comunidade dentro do feminismo, é o cuidado. Isso mesmo, o cuidar … Read More

Gordofobia: uma questão de perda de direitos.

Gordofobia: uma questão de perda de direitos.

A maioria das pessoas não entende e acha graça quando escutam a palavra gordofobia, existe uma confusão generalizada sobre o que, e como alguém pode falar de gente gorda sem ser um tabu, ou sem ser em piadas. Falar numa mesa de bar: eu sou gorda e daí, sempre vem acompanhado de risos, indignação, conselhos … Read More

O corpo gordo feminino como resistência !

O corpo gordo feminino como resistência !

Para Denise Sant’anna (1995: 12), “o corpo é, ele próprio um processo. Resultado provisório das convergências entre técnica e sociedade, sentimentos e objetos, ele pertence menos à natureza do que à história.” Cada grupo social imprime expectativas em torno ao corpo. Para Foucault (1997: 127), em qualquer sociedade o corpo é um locus de poder, … Read More

Uma “opressão” pra chamar de MINHA.

Uma “opressão” pra chamar de MINHA.

HETEROFOBIA, FEMISMO, MAGROFOBIA, RACISMO REVERSO(contra bancos), CRISTOFOBIA…NÃO EXISTEM!   Esses tipos de “preconceitos” que vocês inventam é aquela velha história de: “Uma opressão pra chamar de minha.”   Vamos lá, Se você chama um hétero de hétero escroto, hétero sujo, isso pode se caracterizar como uma ofensa, mas chamar alguém de: viado escroto, ou lésbica … Read More