O ano de 2019 fechou com mais de um milhão de processos de violência doméstica, segundo os dados do Conselho Nacional de Justiça. Eles nos mostram que as mulheres estão denunciando mais. Também sinalizam o alto índice de violência contra mulher no Brasil e a importância de falar constantemente sobre o cenário em que isso mais ocorre que é nos relacionamentos abusivos.

Eu já passei por uma relação dessa. Acredito que você também já teve, tem ou pode ter uma relação abusiva, tendo em vista que é tão comum e, muitas vezes, difícil de reconhecer pela vítima. Mas o que de fato é um relacionamento abusivo? É definido como uma relação em que um dos indivíduos possui poder excessivo sobre o outro, a partir de comportamentos, ações que menosprezam, controlam e humilham. Entre seus principais indicativos está a dependência emocional, a manipulação e a violência psicológica. É comum associarmos a esse tipo de vínculo entre homens e mulheres limitando a esfera amorosa. Porém, embora seja o exemplo mais comum e o que mais acontece, não se restringe somente a essa definição, visto que pode ser uma relação de amizade, familiar, etc. Inclusive, pode ocorrer independente do gênero envolvido. Portanto, qualquer pessoa pode ter um. Inclusive aquelas que acreditamos que nunca irão passar por esse tipo de situação. Às vezes, infelizmente, saber sobre o tema não isenta de passar por esse tipo de vínculo. No entanto, pode, sim, ajudar a reconhecer ou evitar.

Um relacionamento abusivo não começa com agressões físicas. Na verdade, em alguns casos nem chega se manifestar dessa forma, mas por violência como a psicológica e a emocional. Contundo, não torna menos devastador e com consequências menores, pois a violência psicológica, por exemplo, pode gerar problemas como ansiedade, depressão e até pensamentos suicidas. Ainda pode deixar marcas emocionais que podem ser levadas para toda vida. Desta maneira, o intuito deste texto é mostrar como identificar um relacionamento abusivo. Uma vez que os abusos podem ser tão sutis que acabamos nem percebendo.

Abaixo alguns sinais de alerta que podem te ajudar a reconhecer se seu relacionamento é abusivo ou não.

1. Você constantemente se sente culpa sobre tudo? Ele/a sempre te faz acreditar que você sempre é a errada de qualquer discussão?

Essa é uma das piores manipulações, na minha opinião, porque ela mexe diretamente com as convicções da vítima. No início de qualquer discussão você tem certeza que está certa, depois começa a se questionar e acaba acreditando que é sempre culpada das brigas. Além disso, te faz crer que você é a exagerada, surtada e a louca sendo que não é verdade.

2. Ele/a te afasta dos teus amigos e da tua família? Principalmente quando alertam sobre o relacionamento?

Ele te afasta dos teus amigos e familiares para te deixar cada vez mais dependente dele. A medida que você se distancia de todos acaba se sentindo mais sozinha e assim ele consegue te controla cada vez mais.

3. Ele/a te humilha frequentemente?

Não é normal que alguém te humilhe em nenhuma circunstância. Nada pode justificar esse tipo de atitude ainda mais quando vem de uma pessoa que deveria te respeitar acima de tudo. Não tente encontrar justificativas para esse tipo de comportamento.

4. Você sente medo de como ele/a agirá?

Essa sensação de medo é o principal sinal de alerta que o relacionamento não tem nada de saudável. O medo geralmente sinaliza que você está em uma situação de ameaça tanto de forma física como psicológica. Consequentemente, sentir medo de como ele agirá demonstra que as atitudes dele são abusivas.

5. Controla sua roupa, seu cabelo, seu jeito de ser?

Muitas vezes ele pode utilizar da justificativa do ciúmes para controlar suas roupas, cabelo e até jeito de ser. Mas não se deixe enganar isso é uma forma de controle e posse. Será que alguém tem o direito de te proibir de usar algum tipo de roupa? Ou de controlar como você deve ser comportar?

6. Irrita-se por tudo o que você faz sem consultá-lo?

Fazer tudo para que seu parceiro aprovar e tentar de todas as maneiras não irrita-lo é um exemplo claro que ele é um abusador! Você não é propriedade dele.

7. Ele/a te faz acreditar que ele é a única pessoa que vai poder te amar?

Essa é uma das manipulações mais frequentes de uma relação abusiva. Ele te faz acreditar que você nunca mais vai poder ser amada e que ele está fazendo um favor por estar com você. Porém, não é verdade. Ele te faz acreditar nisso para que você não tenha forças para deixar a relação. Você vai ser amada por outra pessoa e merece isso! Não acredite nesse tipo de manipulação.

8. Ele controla todas as tuas redes sociais?

Pode até parecer um sinal de preocupação e cuidado, porém indicam um comportamento possessivo e de insegurança. Além disso, pode ser uma das primeiras formas de controle.

9. Usa o dinheiro para te controlar?

Uma mulher sem independência financeira se torna mais vulnerável nesse tipo de relação, pois não tem autonomia para se manter financeiramente caso termine a relação. Então, acaba tendo que continuar a relação, por isso sempre busque independência financeira e não abra mão disso, porque ela te propícia liberdade.

10. Vive dizendo que vai mudar, mas nunca muda?

Você sempre dar mil chances só que ele nunca muda de verdade. Por que você insiste uma relação em que o outro não se esforça para melhorar? É uma atitude típica de quem não quer que você saia da relação. Pode até ser que ele “mude” por alguns dias e novamente volte até as mesmas atitudes abusivas de antes, por esse motivo não se engane, porque esse comportamento é recorrente do ciclo de abuso. O ciclo de abuso têm as suas fases boas que são raridades e fases completamente de abuso.

Se você respondeu sim para algumas dessas perguntas fique alerta, porque você pode estar em relacionamento abusivo. Não se culpe. Os abusadores são mestre em manipulação e podem te fazer acreditar que é culpada de todos os abusos que sofre. Além disso, como dito anteriormente, nunca começa com agressão física. Os abusos iniciam aos poucos e isso te faz ficar cada vez mais envolvida emocionalmente. Ainda mais, porque vivemos em uma sociedade que culpabiliza as vítimas dessas relações.

Como sair de uma relação abusiva?

O primeiro passo é identificar e entender que está em um, já que muitas vezes a vítima tende achar que os abusos são normais. Em seguida, busque pessoas de confiança que possam te ajudar a sair da relação. Você pode acreditar que não tem forças para sair dela mas acredite que você consegue! Caso não tenha forças o suficiente sozinha busque ajuda psicológica e também denuncie  na Central de Atendimento à Mulher no número 180. As denunciam podem ser feitas de maneira anônima.

Você não está sozinha nessa. Estamos com você.

Caso precise de mais informações sobre como reconhecer, denunciar e apoiar pessoas que estão em uma relação abusiva nós da TODAS Fridas temos um projeto em parceria com a SaferNet Brasil chamado de Todas Acolhem com essa finalidade. Visite o nosso site para mais informações.

E não esqueça, você merece ser amada e, acima de tudo, merece ser amada por você mesma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here